sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

What????

Aqui a despachada que faz sempre as compras de Natal com antecedência para evitar o caos dos centros comercias só agora se apercebeu que falta mais ou menos meio mês para o Natal.
Ainda não comprei um único presente....
Aiiiiii

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Black friday is not for me

Não me convencem a enfiar-me no caos de um centro comercial numa black friday.
Para mim a confusão em que ficam as lojas não compensa qualquer desconto que se possa ter.
Gosto de fazer compras tranquilamente e não no meio da multidão histérica com descontos que por vezees nem são reais. Naaaa.....

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Outono ou cenas de gaja


Acabou a minha estação do ano favorita. O sol, o calor, a areia e a pele salgada dão agora lugar às manhãs mais frescas e às noites mais aconchegantes.
Preciso urgentemente de comprar roupa e calçado para a nova estação.
Não sei o que acontece mas parece que de um ano para o outro fico com menos roupa e a pouca que tenho nem gosto assim tanto.
Coisas de mulheres, eu sei!

quarta-feira, 28 de março de 2018

Mãe galinha no seu melhor


Vou viajar estes dias para um destino nada longinquo.
A minha mãe telefonou-me a dizer para me agasalhar que lá está muito frio.
Nota:estou a praticamente a um mês de fazer 40 anos.
As mães nunca mudam o discurso pois não?

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Conversas surreais

Chego ao café/restaurante e peço uma sandes de carne assada.

Sra. do Restaurante: quer molho?
Eu: não, obrigada.
Sra. do Restaurante: mas pode ser um molho sem ser o da carne; pode ser maionaise, mostarda....
Eu: então pode ser um bocadinho de maionaise, mas pouco.
Sra. do Restaurante: ah então é melhor o molho da carne
Eu pensei "what????" mas respondi: deixe estar então, não ponha molho.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Operação Stop aos Gritos!


Olá, o meu nome é Arya e hoje gritei com a minha filha.
E grito às vezes, ou porque ela estica a corda, ou porque eu estou cansada, ou porque ela está terrivel.
Grito!
Mas não gosto, e sinto-me horrivel. E depois páro para pensar o que vai naquela cabecinha e sinto-me péssima, com uma dor na alma que so me apetece enche-la de beijos e abracinhos.
Não quero ser a mãe que está semrpe a gritar. Quero aprender a ser melhor, a conseguir dialogar sempre sem elevar o tom de voz. É um processo, eu sei, mas tenho que me dedicar de corpo e alma a tentar fazer melhor.
Este é um dos meus maiores desejos para 2018.
Inicio hoje a Operação Stop aos Gritos! :)

Vou-me isnpirar neste texto que está marevilhoso.

"How can you expect your child to learn to control his own emotions if you don't control yours?"